Se somos seres tão únicos, qual é o nosso estilo de ambiente?

Descubra já o seu!

Quando iniciei a minha vida profissional como designer de interiores, tinha a convicção de que queria cria ambientes personalizados e conectados com cada cliente que me procurasse.

Naquela época fui visitar em São Paulo, uma mostra importante de interiores e ao entrar em cada ambiente ouvia: ah, só podia ser o ambiente de tal profissional, veja como se reconhece o estilo e tal. Nestes momentos uma dúvida me assaltava o pensamento, como este profissional será capaz de atender aos anseios de cada cliente sendo que o estilo dele é a representação da sua própria personalidade?

Esta pergunta ficou comigo por muito tempo, embora eu praticasse exatamente o contrário, procurava identificar os aspectos mais importantes dos anseios, do estilo, da personalidade de cada integrante de um projeto para talhar sob medida a solução que criasse conexão dele com seu espaço, mesmo assim a curiosidade me acompanhava.

Tempos depois em uma entrevista sobre Design de Interiores que participei,  fui perguntada sobre qual era o meu estilo, neste momento de indagação tudo se encaixou, eu organizei as ideias e raciocínio e respondi que meu estilo era o de interpretar com a maior exatidão possível as aspirações do meu cliente e propor um projeto que fizesse sentido e criasse conexão com ele, pois ao terminar meu trabalho, o espaço será desfrutado por quem encomendou a solução e não por mim, então, qual seria o sentido de eu ter uma marca registrada que me distingua e eu repita na casa de todos?

Para entender melhor o estilo próprio, esta expressão personalizada e de individualidade, temos que olhar os cânones que temos em mãos, que são os estilos que predominam no mundo ocidental e neste período da história humana, então compilei onze estilos para que você leia atentamente e veja onde você se encaixa melhor.

Primeiro devemos conceituar os principais estilos para se ter um conhecimento e ver o que está presente em cada um deles, como ele se apresenta em linhas gerais e como nos sentimos com cada um.

Esta conceituação vai nos ajudar a avaliar onde as nossas preferências estão, elas vão começar a ser conhecidas para nós.

Numa breve lista de estilos podemos citar onze:

1-Contemporâneo e o moderno que se caracteriza pela pelas linhas retas, cores claras, muito branco e madeira, com algum toque de cor forte. Contemporâneo significa atual, recente, novo.

Já o modernismo é uma denominação do movimento representado por Mies Van der Rohe, Le Corbusier, Escola Bauhaus, Niemayer, etc. Este estilo tem regras muito próprias, como regras de proporção, valorização do vazio, formas orgânicas e geométricas, aqui a função ganha destaque.

O estilo Moderno na arquitetura nasceu em oposição ao Neoclássico que era o estilo que predominava na época, no final do século XIX e perdurou até inicio dos anos 80. Caracterizado pela simplicidade, espaços vazios, linhas retas, organicidade, proporções chamados de Modulor, sistema elaborado pelo arquiteto franco-suíço Le Corbusier, também cores claras, paleta de poucas cores com inclusão de vermelho, preto e branco. Então contemporâneo e moderno tem datação, onde contemporâneo representa o nosso tempo, aqui e agora, neste período e moderno faz parte do movimento modernista que se iniciou na Europa nos idos 1.900.

Interior no estilo contemporâneo
O contemporâneo se caracteriza por usar materiais do nosso tempo, arte e design.

2-Clássico que se caracteriza por uso de peças clássicas e opulentas, lustres de cristal, tapeçaria, adornos em dourado. O clássico praticado hoje é fortemente influenciado pelo contemporâneo. O estilo em si é muito mais estético do que funcional. A datação da idade antiga, na Grécia e depois Roma, 800 a.C-476. E este serviu de modelo para a produção do Neoclássico ou movimento Classicizante. Não é de hoje que o passado reescreve o presente.

Não podemos esquecer que o clássico no design de interiores é luxuoso e sofisticado, permite livremente peças em dourado, boiseries (molduras) e tem como referência a cultura greco-romana. No mobiliário as peças são elaboradas, com volutas, detalhes de entalhe, douração, veludo nos sofás com capitonê e cortinas pesadas.

3-Rústico ou campestre que se caracteriza por uma atmosfera de campo, predominância de uso de madeira de modo mais rústico, sem tanto acabamento, a paleta de cores é neutra, elementos naturais como tijolo aparente e pedra são frequentes. Muitas vezes a madeira se apresenta com acabamento mais rústico com pouco acabamento, o funcional sobrepõe o estético.

Estilo rústico
Aqui temos um exemplo de rústico com a presença da madeira de modo predominante. Há exemplos de rústico com maior rusticidade aplicada aos móveis.

4-Escandinavo que se caracteriza por criar ambientes aconchegantes, atmosferas leves, cores claras, predominância de design nórdico que se caracteriza por moveis muito bem construídos em madeira, por artesãos locais no mobiliário. Tudo chama ao aconchego, aliás vem dai o conceito Hygge (pronuncia-se Riulga) que visa o aconchego e conforto, a conexão social e com a natureza dentro dos ambientes com muita luz natural. 

Os materiais são táteis, gostosos de tocar, plantas naturais estão sempre presentes. A madeira e os materiais naturais como algodão, lã e pele.

Cores claras, madeira, luz natural, plantas naturais.

5-Japandi que parece um pouco com o escandinavo na simplicidade formal, funcionalidade, mas na parte de acessórios, fica mais marcado pela influência oriental, como luminárias ou lanternas orientais, portas e móveis de madeira, divisórias com vidro opaco, papel arroz e também arranjos Ikebana.

Referências de simplicidade, cores como branco, preto, vermelho são muito característicos, além de madeira clara.

6-Industrial que se caracteriza por ausência de forro, instalações aparentes, preto e cinza, estruturas metálicas. Nascido em razão de transformações de galpões industriais em moradia em Nova York, os famosos lofts com sua integração de espaços. Funcionalista e austero nos acabamentos.

observe rusticidade da parede, cimento queimado no piso, cores fortes para contraste e peças metálicas.

7-Minimalismo ou Clean que se caracteriza pelo essencial, nada fica como puramente adereço, as formas são valorizadas, poucos objetos. O estilo começou no pós guerra e a escassez  característica era clara, depois tomou um ritmo também de ser uma filosofia de consumo, buscando apenas o essencial. O clean que também é muito apreciado e se caracteriza por linguagem essencial e pouco adorno, linhas geométricas e limpas.

Tudo muito limpo, claro, organizado, linhas retas.

A oposição ao minimalismo que se caracteriza por ter-se apenas o essencial, está o maximalismo, que permite espaços abarrotados de objetos e informações visuais.

8-Tropical que se caracteriza por estampas fortes, cores marcantes, muitos elementos da natureza tropical. Mobiliário em madeira.

Estampas de folhas, de modo bastante expressivo e colorido com tema na fauna e flora.

Dar uma passada em cada estilo descrito acima para ver o que te representa mais, mas calma, precisamos falar ainda de um estilo que permite fazer um mix de muitas tendências com liberdade de expressão que é o eclético com seu próximo que é o Boho.

Observe a arte com folhas verdes e exuberante.

9- Eclético onde também dá para incluir o Boho, caracterizados pela liberdade de misturar oriente com ocidente, cores, novo e antigo. Contrastes surpreendentes, misturas inusitadas mas fazendo sentido no conjunto. 

Normalmente ouvimos o termo Boho-chic, pois a origem deste estilo veio da cultura hippie, quando o trazemos para a casa, ele recebe um tratamento mais elaborado e passa a ser Boho-Chic. Seus elementos são  dramáticos, móveis claros ou coloridos, mistura de estampas, pendentes de iluminação, cestaria, flores secas caracterizam o estilo.

Ainda colocar aqueles mais nostálgicos e que valorizam épocas passadas.

Observe as texturas, materiais naturais, peças em escala grande, fibra natural, este é um exemplo de Boho-Chic.

10-Vintage e retrô, que se caracteriza por ter peças consagradas de design no século XX e são sempre referência ao tempo passado. O vintage usa móveis do intervalo de tempo no século XX, entre as décadas de 20 e 80 que são designs consagrados produzidos nesta faixa de tempo. Já o retrô fala de estilos passados ou mesmo de um renascimento ao estilo rock and roll como sendo uma referência saudosista de um período passado..

Referências do Design.
Peças características de uma época .

E finalmente os queridinhos que incluem uma boa dose de lirismos.

11-Provençal e Romântico, agrupei ambos para citar o estilo que se desenvolveu na região francesa de Provence e pretendia trazer algo da decoração palaciana para casas pequenas e poucos recurso. Eles vieram para trazer moveis ligados ao romantismo clássico e de tempos passados.

Elegante e elaborado.

O provençal ainda é muito apreciado embora seja bastante antigo pois surgiu no final dos anos de 1.700.

Já o romântico, surgiu no período de 1800 na Europa, leve, suave, feminino. Caracterizado pelos babados, laços em tons pasteis, muito usado para quartos.

12-“Coastal” ou Praiano, é o estilo que traz a atmosfera leve e fresca da praia, nos tons de areias e conchas e é claro das cores do mar, este clima pode ser usado seja onde for. Um bom exemplo de praiano é o estilo Hampton que é o nome de uma localidade nos Estados Unidos, próxima a Nova York e que abriga lindas casas. Ele tem um mix de estilos sofisticados mas com resultado clean. De modo geral o branco e o bege predominam com a forte marca do azul ou verde, se utiliza também de boiseries, lustres de cristal e colunas. Também usa fibras naturais e muita luz natural.

Observe a influencia do clássico, as cores leves, a presença do azul. Este é o Hampton.

13- Asiático, quem aqui não se lembra do Taj Mahal, um lindo monumento da arquitetura do sul da Ásia ou mais precisamente da India, esta lista de países e seus estilos peculiares é grande e nós da parte ocidental do mundo talvez não estejamos tão familiarizados. No norte da Ásia temos o estilo Russo. Da Ásia Central e sudeste da Ásia, Oriente Médio e Extremo Oriente. As características são diversas, algumas muito ornamentadas como é o caso dos países árabes, outras mais clean, marcados por cores fortes no detalhe, como é o exemplo dos interiores japoneses e que já citei a sua apropriação de modo ocidental no Japandi. Estas culturas são riquíssimas em história e singularidades.

Cores intensas, estampas, cores são características no sul da Ásia.

Listei aqui estes treze principais estilos mais usados no momento, após uma boa análise de cada um, por exclusão você vai poder se encontrar em um deles pois esta descoberta é um processo de se auto conhecer em suas preferências e o que faz sentido para você. 

Quando escolhemos um estilo é como dizer que no teatro da vida, desejamos um tipo de cenário do ponto de vista de aparência, mas claro os ambientes tem além de aparência muitas outras funções importantes, como as funções a que deve atender, cores de contexto e predominantes,  atmosfera, conforto termo-acústico, iluminação entre tantas outras, mas tudo isto submetido ao estilo ou estilos escolhidos.

O estilo também é a forma que queremos ser vistos pelo outro, como nos apresentamos e o que queremos dizer ao mundo.

A personalidade se expressa na materialidade através do conjunto de elementos pertencentes ao estilo, em seu modo de composição em cada detalhe.

A sua casa é um palco único, lembre-se, o projeto tem como função harmonizar, organizar e dar o melhor uso ao ambiente, com os melhores recursos e materiais, mas o protagonismo e a conexão são suas!

Gostou? Deixe seu comentário e compartilhe!

Obrigada por estar aqui!

Maitê Orsi

http://Contato

Autor: alldesignrp

https://www.alldesignrp.com.br/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s